CarrinhoR$0,00

Detalhes

· Cúrcuma

Cúrcuma longa, é uma planta de origem do sudoeste asiático, utiliza-se muito as raízes secas e maceradas, muito conhecida como Açafrão, da terra. É uma planta pontiaguda, amarga, adstringente, com cheiro característico e forte cor amarela. Usada desde a antiguidade para tingir de amarelo, vem sendo utilizada na indústria alimentícia como corante e como objeto de estudos por sua capacidade de induzir apoptose (morte celular), induzida por algumas substâncias utilizadas nas terapias antitumorais.

Como vários outros remédios naturais, a Cúrcuma Longa pode também interferir com outros fármacos e por isso recomenda-se um uso controlado sob orientação de um médico e de um farmacêutico. A Cúrcuma Longa é rica em curcuminóides que representam grupos fenólicos como: curcumin, demetoxicurcumin e bisdemetoxicurcumin. Esses grupos fenólicos possuem propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, estimula os sistemas digestivo, circulatório, respiratório e o útero, normalizando o fluxo de energia com efeito antibiótico. É usada para o tratamento de problemas de pele, tumores uterinos, icterícia, doenças do fígado e problemas menstruais. A Curcuma Longa possui outras propriedades terapêuticas como: oxidação das lipoproteínas responsáveis pela aterosclerose (antioxidante e anti-infeccioso). Com relação à toxicologia, em experiências realizadas até o momento, não há relatos de toxicidade.

· Piperina

As pimentas, de modo geral, possuem papel nutricional e medicinal que atualmente são consideradas como alimentos funcionais. A Piperina conhecida como pimenta preta (
Piper nigrum), também é de origem do sudoeste asiático, as sementes da Piper nigrum encerram uma resina, à qual se devem seu sabor picante e um óleo essencial de cheiro muito ativo com alto teor de uma substância chamada piperina, a qual é um alcalóide e constituinte majoritário, possui várias atividades biológicas, incluindo inseticida, nematicida e antiparasitária.

Piper nigrum vem sendo empregada no tratamento de diversas doenças como, asma, bronquite, diarreia, insônia, gonorreia, cólica menstrual, tuberculose e artrite. A piperina é o alcalóide majoritário da planta e exerce efeito terapêutico de promover ação efetiva sobre o sistema imunológico, é reconhecido por apresentar atividade citotóxica, anti-inflamatória, antipirética, analgésica, antioxidante, antitumoral, antifúngico e bactericida. A piperina é um estimulante natural e intervêm na absorção de selênio, vitamina B e b-caroteno. Tem sido utilizada no tratamento de atletas e idosos cuja capacidade de absorver nutrientes é deficiente. Estudos científicos têm mostrado que a mistura da Piper nigrum L. com coentro, açafrão, pimenta vermelha e cominho, consumida como alimentação, estimula a lípase pancreática e ajuda de modo acentuado no fluxo e secreção de ácidos biliares.



Indicações

Antioxidante;

Antimicrobiano;





Fator quimiopreventivo.

Anti-inflamatório;

Antitumoral;

Distúrbios gastrointestinais;

Prevenção de doenças como Alzheimer e Parkinson;

Prevenção do envelhecimento precoce.

Toxicidade:

>No caso da Piperina pacientes com gastrite ou úlcera gastroduodenal, pancreatite, hemorróidas e hipertensão arterial, não devem fazer uso sem orientação médica, pois pode causar irritação no sistema digestivo e irritar e piorar quadros inflamatórios se consumida em excesso por esses pacientes.

Apresentação

Frasco com 30 capsulas de Curcuma longa 500mg + Piperina 5mg

Modo de usar:

Tomar 1 caps ao dia

Validade:

06 meses



Produto Manipulado. Uso Interno.





Advertências:

1- Mantenha todo e qualquer medicamento longe do alcance de crianças.



2- Manter esse produto longe de fontes de umidade, calor, luz ou eletromagnéticas.

3- Não partir ou mastigar esse produto.



4- Tomar sempre com quantidades generosas de líquido.

5- Mantenha seus exames médicos em dia.



6- Não use nenhum produto com o prazo de validade vencido.

7- Imagens meramente ilustrativas.



8- Os fitoterápicos, de maneira geral, possuem efeitos terapêuticos mais suaves, o que pode explicar a redução dos efeitos colaterais. Porém, alguns efeitos colaterais não descritos na literatura podem ocorrer.

9- Pessoas com hipersensibilidade às substâncias contidas na formulação não devem ingerir o produto.



10- Este medicamento não deve ser tomado em caso de alergia à soja, crianças, mulheres grávidas em fase reprodutiva ou que estejam amamentado.

  1. Dê Sua Opinião Sobre o Produto

Queremos saber sua opinião

Apenas usuários registrados podem comentar. Por favor, identifique-se ou crie sua conta